Graduação PresencialEnfermagem

Enfermagem

Objetivos

OBJETIVOS GERAIS

O curso de Enfermagem da FADAT tem como objetivo geral “formar enfermeiros éticos, críticos, empreendedores, atualizados e socialmente responsáveis, altamente qualificados para o exercício da enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos e sociais, capazes de identificar e intervir sobre os problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes em sua região, bem como no âmbito estadual e nacional.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Atuar com ética e espírito crítico e inovador no processo de saúde-doença, responsabilizando-se pela qualidade da assistência/cuidado de enfermagem em seus diferentes níveis de atenção à saúde;
  • Compreender a natureza humana em suas dimensões, em suas expressões e fases evolutivas, incorporando a ciência do cuidar como instrumento de interpretação profissional, reconhecendo a saúde como direito necessário para garantir a vida com dignidade; 
  • Promover o desenvolvimento de uma formação técnico-científica que confira qualidade ao seu exercício profissional;
  • Compreender a política de saúde no contexto das políticas sociais, reconhecendo os perfis epidemiológicos das populações; 
  • Atuar nos programas de assistência integral à saúde da criança, do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso; 
  • Usar adequadamente novas tecnologias para o cuidar de enfermagem; 
  • Planejar e implementar programas de educação e promoção à saúde, considerando as especificidades dos diferentes grupos sociais e dos distintos processos de vida, saúde, trabalho e adoecimento;
  • Oferecer condições para atualização técnico-científica da capacitação dos futuros profissionais e professores de Enfermagem na área de influência da FADAT.

Corpo Docente

Coordenador(a)



Docentes

Perfil do Egresso

O egresso do Curso de Graduação em Enfermagem terá capacidade para atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania,  com ações de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, nos âmbitos individual e coletivo, e sua prática profissional terá como referenciais o Sistema Único de Saúde – SUS, as inovações científicas e tecnológicas e o contexto social, econômico, político e cultural.

COMPETÊNCIA E HABILIDADES

  • Atuar profissionalmente, compreendendo a natureza humana em suas dimensões, em suas expressões e fases evolutivas; 
  • Incorporar a ciência/arte do cuidar como instrumento de interpretação profissional; 
  • Compreender a política de saúde no contexto das políticas sociais, reconhecendo os perfis epidemiológicos das populações; 
  • Atuar nos programas de assistência integral à saúde da criança, do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso; 
  • Ser capaz de diagnosticar e solucionar problemas de saúde, de comunicar-se, de tomar decisões, de intervir no processo de trabalho, de trabalhar em equipe e de enfrentar situações em constante mudança; 
  • Responder às especificidades regionais de saúde através de intervenções planejadas estrategicamente, em níveis de promoção, prevenção e reabilitação à saúde, dando atenção integral à saúde dos indivíduos, das famílias e das comunidades; 
  • Usar adequadamente novas tecnologias, tanto de informação e comunicação, quanto de ponta para o cuidar de enfermagem; 
  • Prestar cuidados de enfermagem compatíveis com as diferentes necessidades apresentadas pelo indivíduo, pela família e pelos diferentes grupos da comunidade; 
  • Integrar as ações de enfermagem às ações multiprofissionais; 
  • Planejar, implementar e participar dos programas de formação e qualificação contínua dos trabalhadores de enfermagem e de saúde; 
  • Planejar e implementar programas de educação e promoção à saúde, considerando a especificidade dos diferentes grupos sociais e dos distintos processos de vida, saúde, trabalho e adoecimento; 
  • Desenvolver, participar e aplicar pesquisas e/ou outras formas de produção de conhecimento que objetivem a qualificação da prática profissional; 
  • Respeitar os princípios éticos, legais e humanísticos da profissão; 
  • Utilizar os instrumentos que garantam a qualidade do cuidado de enfermagem e da assistência à saúde; 
  • Participar da composição das estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde; 
  • Assessorar órgãos, empresas e instituições em projetos de saúde; 
Skip to content